Beat Samba House Music, a banda que faz misturas inusitadas de ritmos e sons

Beat Samba House Music, a banda que faz misturas inusitadas de ritmos e sons

postado em Lançamentos, Notícias em por com Comente

Com estilo moderno e divertido de fazer música, a banda Beat Samba House Music está no mercado há cerca de quatro anos e, de lá pra cá, segue deixando sua marca e destacando-se por onde passa. Donos de timbres únicos e talento indiscutível, os integrantes Rodolfo Pavan (pick-ups e voz), Rodrigo Silva (bateria e voz) e Junior Guedes (percussão e voz), são de Ribeirão Preto e se conheceram nos palcos. Em busca de fazer um trabalho original, eles se uniram e, desde então, fazem uma mistura única do samba com outros gêneros musicais como eletrônico, sertanejo e pop rock.

Sempre mantendo a originalidade e agradando ao público com o estilo “Samba House”, o grupo já possui dois CDs gravados. Nestes álbuns é possível conferir regravações de hits de grandes artistas com uma nova roupagem, ressaltando o estilo único da banda e também canções inéditas compostas pelo vocalista Rodolfo como ‘Narguilé’, ‘WhatsApp’ e ‘Solteira na Balada’, atual música de trabalho.

Diferentes do tradicional, mas sempre atualizados com relação ao repertório, as novidades não param! No ano de 2017, o grupo Beat Samba House Music pretende gravar um videoclipe e, além disso, prometem conquistar todo o Brasil com seu novo CD, recheado de músicas autorais, comprovando que é possível inovar a cada lançamento.

Nosso diferencial é que não seguimos um estilo único, somos bem ecléticos, todos cantam um pouco e sempre buscamos transmitir toda nossa alegria e personalidade no show. Nós queremos agradecer muito o apoio dos nossos fãs e dizer que são eles que fazem com que a gente cresça cada vez mais!”, ressalta o grupo que está disposto a cada vez mais inovar e surpreender o público com suas misturas inusitadas de ritmos e sons.

Sobre o autor:

Blogueiro, geógrafo de formação, profissional de marketing, músico, manager artístico e amante da música.

Gabriel Orriz
Ver todos os artigos desse autor Gabriel Orriz

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *